top of page
Buscar

Mamão-macho ou mamão-fêmea? Qual você escolhe?

Atualizado: 7 de set. de 2022


Figuras 1-5. Desenvolvimento do mamão.


O mamoeiro Carica papaya L. originário provavelmente do Noroeste da América do Sul, vertente oriental dos Andes, mais precisamente a Bacia Amazônica Superior, onde sua diversidade genética é máxima, estendendo-se até a América Central e sul do México (Embrapa 2013). Pertence à família Caricaceae, Ordem Brassicales, linhagem Rosídeas, Eudicotiledôneas, grande grupo das Angiospermae.


O fruto do mamoeiro, o mamão, é uma baga de forma variável de acordo com o tipo de flor, podendo ser arredondado, oblongo, elongado, cilíndrico e piriforme. A casca é fina e lisa, de coloração amarelo-clara a alaranjada, protegendo uma polpa de 2,5 a 5,0 cm de espessura e de coloração que pode variar de amarela, rosada a alaranjada. Pode atingir 50 cm de comprimento e pesar até 1 quilo.


As sementes são pequenas, arredondadas, rugosas e recobertas por uma camada mucilaginosa, apresentando coloração de acordo com a variedade (Luna, 1980, citado por Dantas et al., 2002).


Espécie amplamente cultivada nas regiões tropicais e com grande importância econômica.


Porém, como iremos produzir um mamão de qualidade? Um mamão que tenha boa venda para o produtor?


A resposta está na escolha das flores. O mamoeiro apresenta três tipos bem diferenciados:


- flor hermafrodita, que caracteriza as plantas hermafroditas, ou seja, apresenta o androceu (estrutura reprodutora masculina - seta preta) e o gineceu (estrutura reprodutora feminina - seta vermelha) (Foto 1);

- flor estaminada, que caracteriza plantas masculinas;

- flor pistilada, que caracteriza uma planta feminina típica.


Após, inúmeros estudos os pesquisadores concluíram que as flores hermafroditas formam frutos alongados e flores femininas frutos arredondados. No entanto, o mamão com maior valor de mercado e procura é o originário das flores hermafroditas (Foto 1).


Curiosidades: As imagens que ilustram este texto mostram o desenvolvimento do fruto do mamão (Fotos 1-5).





Which is better: the male or the female papaya?


The papaya Carica papaya L. probably originates from the Northwest of South America, on the eastern slope of the Andes, more precisely in the Upper Amazon Basin, where its genetic diversity is maximal, extending to Central America and southern Mexico (Embrapa 2013). It belongs to the family Caricaceae, Order Brassicales, Rosidian lineage, Eudicots, group of Angiospermae.


The papaya fruit, the papaya, is a berry of variable shape,depending on the type of flower. It may be round, oblong, elongated, cylindrical or piriform. Its peel is thin and smooth, with its color ranging from light yellow to orange. The peel also protects a pulp ranging from yellow to pink to orange. Its seeds are small, round, rough and covered by a mucilaginous layer, theircoloration varying with variety (Luna, 1980, quoted by Dantas et al., 2002).


This species is widely grownin tropical regions and is of great economic importance.

So, how can we produce high quality papaya to sell?


The answer is: by choosing the right flower. The papaya has three distinct types of flowers:

- the hermaphrodite flower, which characterizes hermaphrodite plants. That is, it has an androecium(male reproductive structure - black arrow) and a gynoecium (female reproductive structure - red arrow) (Photo 1);

- the staminate flower, which characterizes male plants;

- the pistillate flower, which characterizes female plants.


Literature studies have concluded that hermaphrodite flowers yield elongated fruits while female flowers yield round fruits. However, the papaya with the highest market value and the greatest demand is the one originating from hermaphrodite flowers (Photo 1).

Check out the images illustrating this text. They show the development of the papaya fruit (Photos 1-5).



O texto revisado em inglês foi realizado em parceria com a Adept - English Language Tutoring


43.428 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page